Regimento da ALLA



REGIMENTO INTERNO DA ACADEMIA LEOPOLDINENSE DE LETRAS E ARTES

CAPÍTULO PRIMEIRO: DAS FINALIDADES
Art. 1º - As atividades culturais e artísticas desenvolvidas pela Academia Leopoldinense de Letras e Artes – ALLA, terão amparo nas normas deste Regimento e nas disposições estatutárias aplicáveis, visando garantir a coerência, a integridade e a objetividade das suas ações.
Art. 2º - Este Regimento definirá dentre outros dispositivos:
  1. as normas de funcionamento do Conselho Diretor, Conselho Fiscal e Assembléias;
  2. as infrações e sanções disciplinares, bem como sua forma de apuração e aplicação;
  3. as normas do processo eleitoral;
  4. organização dos trabalhos.
Art. 3º - Todos os membros filiados à ALLA deverão ter acesso ao Estatuto Social e ao Regimento Interno.

CAPÍTULO SEGUNDO: DOS OBJETIVOS

Art. 4º - O objetivo do Regimento Interno da ALLA é direcionar, dentro de normas previamente determinadas, as atividades artísticas e culturais através das ações previstas no Capítulo - I, Art. 2º, do Estatuto Social da entidade:
  1. promover, organizar, produzir e incentivar atividades artísticas e socioculturais;
  2. criar, produzir, divulgar e comercializar serviços, produtos e informações de natureza artística e sociocultural;
  3. organizar congressos, simpósios, seminários, mesas redondas, conferências e cursos, como forma de estimular a discussão, capacitação e o debate, visando disse minar alternativas para as questões da entidade e do mercado cultural;  
  4. desenvolver estudos e pesquisas artísticas e socioculturais;
  5. captar recursos e patrocínio para projetos artísticos e socioculturais;
  6. enquadrar e gerir projetos nas leis de incentivo à cultura;
  7. prestar consultoria e assessoria nas áreas artística e sociocultural;
  8. defender e conservar o patrimônio histórico e artístico.

CAPÍTULO TERCEIRO: DA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA

Art. 5º - A ALLA será administrada pela Assembléia Geral, Conselho Diretor e Conselho Fiscal, formados e caracterizados conforme exposto no Capítulo III – Art.10 a Art. 21 do Estatuto Social da Entidade.

CAPÍTULO QUARTO: DA APROVAÇÃO E ATUALIZAÇÃO INCLUINDO ALTERAÇÕES DO REGIMENTO INTERNO

Art. 6º - A ALLA disciplinará seu funcionamento através do cumprimento desse Regimento Interno, dentro dos dispositivos estatutários da Entidade
Art. 7º - O Regimento Interno deverá ser aprovado, em primeira instância, pelos  membros do Conselho Diretor,  por  maioria simples, mediante convocação especialmente para essa finalidade.
Art. 8º - Este Regimento poderá ser alterado ou reformulado a qualquer tempo, mediante proposta apresentada por qualquer sócio filiado e acatada pela Diretoria.
Parágrafo Único - As alterações neste Regimento Interno, só passarão a vigorar depois de aprovadas em Assembléia Geral Extraordinária de sócios efetivos.

CAPÍTULO QUINTO: DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Art. 9º - Todas as atividades desenvolvidas pela ALLA deverão estar em consonância com as finalidades da Instituição, previstas no Art. 2º dos Estatutos.
Art. 10 - As áreas e segmentos culturais inseridos nas propostas e objetivos da Entidade são:
  1. Literatura;
  2. Música;
  3. Artes visuais;
  4. Folclore e artesanato; 
  5. Patrimônio histórico e cultural.
Art. 11 - As ações ou conjunto de ações previstas no Capítulo 1º, Artigo 2º, do Estatuto Social  da Entidade, deverão convergir para o ato de fomentar a produção cultural e artística, através de pesquisa, criação, intercâmbio, produção e divulgação de bens culturais.
Art. 12 - Compete ao Conselho Fiscal:
  1. aprovar orçamentos de projetos;
  2. supervisionar a prestação de contas, mensal e final destes.

CAPÍTULO SEXTO: DA REALIZAÇÃO E DA EXECUÇÃO DOS PROJETOS

Art.13 - A realização e a execução dos projetos culturais, aprovados pelo Conselho Diretor, deverão observar as seguintes normas regimentais:
  1. as contratações de serviços não resultarão, em hipótese alguma, em vínculo empregatício com a ALLA, salvo em casos especiais em que o empreendimento cultural assim o exija;
  2. a prestação de contas e os pagamentos deverão ser realizados com impressos próprios da ALLA (exceto aqueles padronizados para pagamento de impostos municipais, estaduais e federais);
  3. os projetos deverão ser numerados;
  4. deverá ser aberta conta em banco com o nome do projeto;
  5. deverá ser apresentado relatório de atividades mensalmente.
Parágrafo Único - Qualquer alteração do projeto deverá ser submetida, pelo proponente, à aprovação do Conselho Diretor.

CAPÍTULO SÉTIMO: DA ADMISSÃO DE SÓCIOS

Art. 14 - O sócio será proposto por um dos membros efetivos e a proposta examinada em reunião secreta; se aprovada por unanimidade, o novo membro tomará posse em sessão destinada a esse fim.
Parágrafo Único - Cada novo membro, com proposta aprovada, escolherá um vulto ilustre do Município, cujo histórico fará.
Art. 15 - Admitir-se-á como sócio aquele que tenha publicado trabalho de mérito literário ou científico, livros ou publicações avulsas, crônicas ou artigos, possua vínculos com a literatura ou obras de valor artístico.
Art. 16 - Serão excluídos do quadro social os sócios condenados por crime infamante, os de comportamento indesejável e os que, residentes em Leopoldina, faltarem dois anos seguidos às sessões, sem justificativas.
Parágrafo Único - Far-se-á a exclusão por proposta da Diretoria e em votação secreta.
Art. 17 - Aprovada a admissão, o novo sócio prestará o seguinte compromisso:
“Prometo trabalhar pelo engrandecimento da Academia Leopoldinense de Letras e Artes, para a pureza do idioma pátrio, valorizando o trato das letras e das artes, obedecendo a seu Estatuto e às resoluções da Casa e da Diretoria”.
Art. 18 - O Acadêmico designado pela Diretoria para receber um novo membro fará o louvor de sua obra e o recém admitido pronunciará sua exaltação ao patrono escolhido.
Art. 19 - A outorga do diploma de Acadêmico aos Sócios Fundadores far-se-á em reunião extraordinária e festiva, sem incluir apologia ao patrono, que será realizada em ocasião oportuna, determinada pelo Presidente.
Art. 20 - A entrega dos diplomas aos sócios convidados, posteriormente à fundação da Academia, ocorrerá após homenagem a seu patrono.

CAPÍTULO OITAVO: DA DIRETORIA E SUA COMPETÊNCIA

Art. 21 - Ao Presidente, que é o representante legal da Academia em juízo e fora dele, compete:
  1. representar a ALLA judicial e extra-judicialmente;
  2. cumprir e fazer cumprir o Estatuto e o Regimento Interno;
  3. presidir a Assembléia Geral;
  4. convocar e presidir as reuniões da Diretoria;
  5. representar a ALLA junto a Bancos, assinando, em conjunto de duas assinaturas, com o 1º ou 2º Tesoureiro, qualquer documento ou contrato inerente à abertura e movimentação de contas bancárias, emissão de cheques, duplicatas, notas promissórias, letras de câmbio, extrair talonários de cheques, implantar e modificar senhas, firmar contratos de cheque especial, endossar cheques, abrir e encerrar contas;
  6. assinar, em conjunto de duas assinaturas com o 1º Secretário em exercício, contratos ou escrituras públicas que impliquem na alienação ou oneração de bens imóveis da Academia;
  7. presidir as sessões;
  8. desempatar as votações;
  9. assinar, com o Secretário, os diplomas dos sócios;
  10. convocar as sessões solenes, fixando local, data e horário;
  11. designar oradores e representantes da ALLA;
  12. autorizar as despesas sociais;
  13. rubricar os livros, assinar as atas, despachar a correspondência e fixar a ordem do dia;
  14. designar o Acadêmico para saudar os novos sócios.
Art. 22 - Caberá ao Vice-Presidente: substituir o Presidente em suas faltas ou impedimentos, cooperando com ele em toda atividade social.
Art. 23 - Compete ao 1º Secretário:
  1. lavrar as atas e lê-las;
  2. assinar Diploma de Sócio com o Presidente;
  3. substituir o Vice-Presidente nas suas faltas;
  4. participar da Mesa Diretora;
  5. cuidar das correspondências;
  6. cumprir o item f) do Art. 21 do presente Regimento.
Art. 24 - Compete ao 2º Secretário:
  1. substituir o 1º Secretário em suas faltas ou impedimento;
  2. organizar o “Curriculum Vitae” dos acadêmicos.
Art. 25 - Compete ao 1º Tesoureiro:
  1. arrecadar e contabilizar as contribuições dos associados, rendas, auxílios, subvenções e donativos, mantendo em dia a escrituração;
  2. pagar as contas autorizadas pelo Presidente;
  3. apresentar relatórios de receitas e despesas, sempre que forem solicitados;
  4. apresentar ao Conselho Fiscal a escrituração da Instituição, incluindo os relatórios de desempenho financeiro e contábil e sobre as operações patrimoniais realizadas;
  5. conservar, sob sua guarda e responsabilidade, os documentos relativos à tesouraria;
  6. manter todo o numerário em estabelecimento de crédito;
  7. cumprir o item e) do Art. 21 do presente Regimento;
  8. zelar pelos valores patrimoniais.
Art. 26 - Compete ao 2º Tesoureiro:
  1. substituir o Primeiro Tesoureiro em suas faltas e impedimentos;
  2. assumir o mandato, em caso de vacância, até o seu término;
  3. prestar, de modo geral, sua colaboração ao Primeiro Tesoureiro.

DISPOSIÇÕES GERAIS:

Art. 27 - Os casos omissos ou duvidosos do presente Regimento Interno, serão particularmente analisados pela Diretoria, à qual caberá decidir, podendo transferir, se assim julgar conveniente, a decisão final para Assembléia Geral Extraordinária, especialmente convocada para tal fim.
 Art. 28 - O presente Regimento Interno entra em vigor na data de sua assinatura, valendo, em relação a terceiros, a partir da data de seu registro.
Leopoldina, 11 de março de 2008.


2 comentários:

  1. Gostaria de saber onde me inscrevo para participar no concurso...

    ResponderExcluir
  2. Olá: Juju

    O Regulamento do IV Concurso Literário da Alla determina:

    Art. 10 - As inscrições para o Concurso Literário deverão ser entregues no período de 01 a 14 de junho de 2017, no horário de funcionamento da Biblioteca Pública Municipal Luiz Eugênio Botelho que funciona no prédio do Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira.

    Art. 11 - A entrega da documentação (obra(s) e Ficha(s) de Inscrição) poderá ser feita pessoalmente de terça a sexta, das 8 às 17 horas e aos sábados das 9 às 13 horas ou através de remessa, via correio, dentro do período de inscrição para:
    IV Concurso Literário da ALLA
    Biblioteca Pública Municipal Luiz Eugênio Botelho
    Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira
    Rua João Lamarca, 44
    Centro – Leopoldina/MG – CEP: 36.700-000

    Qualquer outra dúvida, entre em contato.

    ResponderExcluir

Favor informar endereço de e-mail para resposta.